O que você procura ?

Produtos recomendados
É necessário preencher o campo de busca

Categorias

Ponteira de Solda: Cuidado!

Ponteira de Solda: Cuidado!

Diariamente recebemos mensagens com questionamento referente a alta taxa de queima de pontas de solda, ou que a ponteira não está mais soldando. A estação de solda ou ferro de soldar funciona perfeitamente, porém a ponta ficou preta ou queimou rapidamente em poucos dias de uso. Isso é normal? É defeito de fabricação? O que fazer? As ponteiras para ferro de solda, além de serem simples de usar, são mais complexas do que imaginamos e todos processo de TEMPERATURA, MANUTENÇÃO, CUIDADO, TAMANHO, estão relacionadas a sua vida útil.

Para você que tem ou já teve esse tipo de problema, nós vamos responder essas perguntas aqui nesse blog.

Para começarmos, vamos falar um pouco sobre a estrutura das ponteiras de solda. As ponteiras possuem em sua composição um núcleo de cobre, uma camada de ferro, de cromo e uma camada de estanho em sua ponta.

O núcleo de cobre é o material responsável pela alta condutividade de calor que a ponteira vai receber. Como o cobre é muito solúvel na liga estanho chumbo (ligas metálicas, vamos deixar esse assunto para outro dia), usa-se uma camada de ferro sobre o cobre para protege-lo, ou seja o ferro será o responsável pela alta resistência ao desgaste da ponta. O ferro oxida muito facilmente, ainda mais em temperaturas altas, para isso usa-se uma camada de cromo, sendo o responsável para proteção contra oxidação rápida e pelo confinamento da área úmida. Por fim a ponta da ponteira recebe uma camada de estanho, para proteção contra umidade relativa do ar evitando assim que a ponta se desgaste com oxidações rapidamente, principalmente sem uso.

Conhecendo a arquitetura da ponta de solda, podemos começar a entender algumas situações.

1° - “Minha Ponteira de Solda ficou preta e não está mais soldando”. Com o tempo, a ponta vai se desgastando, isso é NORMAL. O ferro é uma mau condutor de calor e oxida muito fácil. Mesmo com a camada de cromo, ela vai desgastando. Se você colocar uma temperatura elevada, por exemplo, 450°C, esse problema vai surgir em uma velocidade muito rápida. Assim que ela chegar na camada de ferro, com essa temperatura, ela vai ficar preta (ou marrom) e essa oxidação não permite contato amigável com a solda (o que chamamos de molhabilidade) e você não consegue mais realizar as soldas. Quando acontece isso, ainda é possível salvar a ponta com uma pasta que chamamos de ativador de pontas. Esse ativador vai desoxidar a ponteira e dar mais alguns dias de vida para ela. A imagem abaixo, mostra uma ponta em processo de oxidação, a utilização do ativador e posteriormente o resultado, deixando a ponta nova. Agora se a ponteira de solda já perdeu a camada de proteção de ferro, já chegou no cobre, ela vai desgastar muito rápido, ai é mais fácil trocar a ponta mesmo. Você vai notar isso quando a ponta começar a diminuir ou criar buracos nela. Quando chegar nesse ponto, jogue fora e troque por uma nova.

2° - “Estou usando Pontas de Solda de tamanhos diferentes, com a mesma temperatura e uma desgasta mais rápida que a outra.” Normal. Essa situação ocorre porque cada ponta individual passa por um processo de banho e o tamanho da ponta também ajuda nesse processo. Por exemplo, Ponteiras de Solda muito finas, apesar de serem muito eficientes para microsoldagem, locais de difíceis acesso, possuem menos ferro, cromo e cobre do que ponteiras mais grossas. Consequentemente, as pontas mais finas irão se desgastar mais rapidamente, mesmo que você esteja na temperatura ideal.

3° - “Qual a temperatura ideal?” A temperatura certa é muito relativa e vem de aplicação para aplicação. Mas se for utilizado uma solda 63x37, onde a sua formação é de 260° a 320°C, recomendamos que seja utilizado uma temperatura máxima de 370°C, pois sabemos que as vezes tem uma dissipação de calor do ferro quando em contato com outros objetos. Não é necessário mais do que isso.

Agora vamos fazer uma pergunta: Se a solda, por exemplo, 63x37, tem o seu ponto de fusão em aproximadamente 183°C e a formação intermetálica é de aproximadamente 280 a 320°C, porque iremos usar 450°C? Se você utilizar uma ALTA TEMPERATURA, além de DESGASTAR a sua ponteira, você pode ter a trilha da sua placa quebrada, a ilha levantada, componentes danificados pelo calor, ou seja, uma baita PREJUÍZO.

4° - “Ainda não entendi, porque estanhar a Ponta de Solda?” Falamos sobre isso no assunto “7 Dicas de como cuidar do seu Ferro de Solda”, mas vamos falar mais um pouco, pois esse processo pode ser uma dos mais importantes para manter a durabilidade da ponta de solda. O ferro se oxida muito facilmente, por isso colocamos estanho na ponta da ponta. Veja, é na ponta apenas e não no corpo inteiro. O estanho vai PROTEGER a película de ferro contra a OXIDAÇÃO. Por isso, insistimos, mantenha a ponta sempre ESTANHADA. Terminou o seu dia de trabalho? Antes de desligar o seu ferro ou estação, ESTANHE a ponta e somente após, coloque ele no suporte sem limpá-lo.

5° - “Esponja úmida ou a metálica, qual a melhor?” A esponja úmida (não encharcada) irá gerar o CHOQUE TÉRMICO e consequentemente o desgaste precoce da Ponta de Solda. Quantas vezes você limpa a ponteira de solda na esponja por dia? Muitas, correto? Imagina quantas vezes você está gerando choque térmico na ponta. A esponja metálica é seca e não precisa de água, realizando um trabalho de limpeza de qualidade e sem desgaste adicional da ponta.

6° - “Qual o vida útil de uma ponteira?”. Essa pergunta é muito relativa. Não existe tempo certo. Além de todos os itens citados acima (temperatura, estanhar a ponta, tamanho da ponteira) temos um outro fator, que é o tempo de uso. Se você utilizar o dia inteiro, a Ponta de Solda vai ter um desgaste diferente se você utilizar meio turno. E também será diferente de quem utiliza 24 horas.

Aumente a durabilidade da sua ponta de solda

E ai, conseguiu entender os pequenos detalhes da ponta de solda? Mantenha uma temperatura de no máximo 370°C, estanhe sempre a ponta, limpe com esponja metálica e adeque o seu tempo de uso. Com certeza, realizando todos esses processos, a sua ponta vai ter um aumento considerável na sua vida útil.

Se você ainda possui alguma dúvida, por favor, entre em contato conosco através do e-mail raisa@raisa.com.br